sns-container
SNS-Print

Ministra assinalou a data junto à comunidade, em Manchester.

O Governo assinala o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, dia 10 de junho, com a presença de vários Ministros e Secretários de Estado nas comemorações que se realizam por todo o mundo. Esta presença visa reconhecer o papel fundamental da diáspora na afirmação de Portugal no mundo.

A Ministra da Saúde, Marta Temido , esteve em Manchester na receção às comunidades oferecida pelo cônsul geral, que decorreu no dia 10 de junho. Durante a sua estadia em Manchester, a Ministra da Saúde visitou também o Christie Hospital e o Manchester Cancer Research Centre, onde contactou com profissionais de saúde portugueses.

Na ocasião, Marta Temido assegurou que «a diáspora portuguesa é responsável pelo bom nome que Portugal, nas mais diferentes áreas e funções, granjeia pelo mundo e no Reino Unido não é diferente. Ao longo da legislatura, adotámos uma nova visão relativa ao contributo da diáspora para o desenvolvimento económico e social do país e para o seu prestígio internacional.»

Nunca é demais relembrar que Portugal e o Reino Unido partilham a mais antiga aliança diplomática do mundo ainda em vigor, o Tratado de Windsor. Esta aliança permanece viva e materializa-se em diversas áreas, em particular naquela que me é mais próxima, a saúde, observou.

SNS: Os desafios permanecem, mas os progressos são evidentes

Portugal adotou o modelo de Serviço Nacional de Saúde (SNS) que nasceu no Reino Unido do pós-guerra, há 71 anos. Em Portugal assinala-se este ano, 2019, o 40.º aniversário do SNS.

É um sistema universal em que toda a população está coberta; um sistema maioritariamente financiado por impostos gerais, ainda que com presença de seguros de saúde e de pagamentos diretos das famílias; e um sistema em que a prestação é essencialmente assegurada por prestadores públicos, sem prejuízo da presença de operadores privados e sociais.

O SNS, a par do desenvolvimento económico e social do país, «trouxe aos portugueses notórios ganhos em saúde traduzidos em indicadores de que estávamos muito distantes na década de setenta», afirmou a governante, elencando, de entre tantos, «a diminuição da mortalidade materna e infantil, o aumento da cobertura vacinal e o aumento da esperança de vida. Mais recentemente, registámos grandes progressos na saúde oral, na hospitalização domiciliária, nos cuidados continuados e na saúde mental. Os desafios permanecem, mas os progressos são evidentes.

Estes progressos devem-se, sem dúvida, à ação dos fatores determinantes sociais da saúde, à organização dos serviços de saúde centrada no SNS mas sobretudo, aos seus profissionais.

Em Portugal, em Espanha, na Suíça, no Reino Unido, no Brasil e nos Estados Unidos, por exemplo, seja como médicos, enfermeiros, investigadores ou técnicos, há portugueses que se destacam. Orgulhamo-nos de todos» frisou a Ministra da Saúde.

Esta terça-feira, dia 11 de junho, Marta Temido desloca-se a Londres para participar na receção oferecida pelo Embaixador, na Residência do Embaixador, a ter lugar entre as 18h30 e 20h30.

Consulte:

Portal do Governo > Comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas

Voltar

Últimas Notícias

Transição para a esfera pública não vai afetar utentes.
22/08/2019
Siga 10 recomendações da DGS para viagens de automóvel. 
22/08/2019
ULS Guarda promove congresso 10 e 11 de outubro . Inscrições a decorrer.
22/08/2019