sns-container
SNS-Print

Mais de 60 doentes tratados em casa nos últimos seis meses.

O Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHULN) tratou mais de 60 doentes em casa, nos últimos seis meses. Desde o início de funções, no dia 3 de fevereiro de 2020, a Unidade de Hospitalização Domiciliária acompanhou uma média de dez doentes por mês, atividade que se manteve mesmo durante todo o estado de emergência.

De acordo com o centro hospitalar universitário, um terço dos doentes tratados em casa pela Unidade de Hospitalização Domiciliária foram admitidos nos meses de março e abril, quando se registou a primeira vaga da Covid-19 em Portugal.

Nesta primeira fase, a Unidade de Hospitalização Domiciliária contou com seis camas e uma equipa multidisciplinar com mais de uma dezena de profissionais, entre médicos, enfermeiros, assistente social, assistente técnica e operacional.

A hospitalização domiciliária é «um projeto estratégico para o CHULN, que ganha uma importância redobrada em contexto de pandemia, com a criação de circuitos seguros e de mais camas para internamento. O Hospital passa por sua casa», destaca o centro hospitalar universitário.

Para saber mais, consulte:

CHULN – http://www.chln.min-saude.pt

Voltar

Últimas Notícias

Grupo de peritos prepara definição de critérios
25/09/2020
Num investimento superior a seis milhões de euros.
25/09/2020
Portugal continua a realizar um número crescente de testes por dia.
25/09/2020